SISTEMA DE MONITORAMENTO
DE IMAGENS

Cada vez mais Empresas de todos os tamanhos, Residências e Condomínios investem em soluções de monitoramento eletrônico em busca de segurança.

As tecnologias mais básicas de câmeras analógicas, ainda amplamente utilizadas no Brasil, transmitem imagens com pouca nitidez e definição de imagem. O avanço e surgimento da tecnologia IP, uma tecnologia digital,  foi que permitiu resoluções de imagens em alta definição HD(720p), ou Full HD (1080p) – prevendo alcançar ainda maiores resoluções no futuro.

A partir da existência destas duas tecnologias, foi que surgiu o sistema HDCVI (High Definition Composite Vídeo Interface) para CFTV, unindo o melhor do analógico e do digital com equipamentos que transmitem imagens com qualidade de sistemas mais avançados, mas com o custo da tecnologia convencional.

A cada projeto apresentado, buscamos empreender de acordo com os objetivos do cliente e sempre procurando estabelecer prioridade e autenticidade.

CONTROLE DE ACESSO

Hoje em dia, é fundamental contar com as principais estratégias e tecnologias para garantir a segurança e evitar roubos, furtos e invasões em Condomínios, Empresas e  Residências ou qualquer outro ambiente onde a entrada de pessoas deve ser controlada. Entre as principais alternativas para inibir e evitar a presença de criminosos, o controle de acesso certamente é uma excelente solução.

As soluções em Controle de Acesso são completas e customizadas, atendendo todas as necessidades para controle do fluxo de pedestres e veículos.

Atualmente existem diversas maneiras de ser feito
a liberação de um acesso restrito, podendo ser através de:

• Senha;
• Proximidade (Cartões ou Chaveiros RFID)
• Biometria;
• Facial.

ALARME ANTIFURTO

Com a violência dos tempos modernos, sabemos o quanto é importante estar seguro com as tecnologias mais avançadas. Até por que estar cercado apenas por muros altos não é garantia alguma de segurança. Dentre as soluções da atualidade, uma das melhores são os alarmes.

Um sistema de alarme é um conjunto de equipamentos eletroeletrônicos que tem por finalidade informar a violação do perímetro ou local protegido, através de sinal sonoro.

É um dos meios mais eficientes e baratos para prevenir acessos não autorizados.

Sistemas de alarmes, além de eficientes na prática, ainda afastam os ladrões. Os invasores observam muito bem os costumes e horários dos moradores e principalmente os recursos de segurança de que a casa dispõe antes de realizar uma ação. Normalmente escolhem casas que não possuem recursos de segurança para roubar.

Escolher bem um sistema de segurança e a empresa ou profissional que vai prestar os serviços de instalação é o ponto fundamental para a obtenção de bons resultados. De nada adianta ter modernos equipamentos, se estes forem instalados sem qualquer critério. Neste caso, o sofisticado sistema de segurança não demorará muito para revelar-se num grande problema. Para evitar problemas é fundamental que se realize um projeto de segurança. A experiência de técnicos especializados no assunto evita que dinheiro seja desperdiçado e garante que o equipamento instalado funcione adequadamente.

ALARME DE INCÊNDIO

A central de alarme é responsável por coletar a informação de estado dos detectores, e em caso de verificar uma situação de alarme, ativar os sinalizadores.

As centrais de alarme classificam-se
em endereçadas ou convencionais.

As centrais endereçadas

permitem identificar cada elemento individualmente e desta forma, o local exato de um eventual alarme. Os dispositivos de campo comunicam-se com a central através de um protocolo de comunicação o qual, além da informação de alarme ou falha, pode ainda indicar outros parâmetros como grau de contaminação (detector sujo) ou ainda receber comandos como o ajuste do nível de sensibilidade

Em função do grau de inteligência dos detectores e do próprio painel, a central de alarme endereçada pode ainda ser classificada como “Analógica” ou “Inteligente”, na medida que fornece mais informações a respeito de seu funcionamento e permite uma gama maior de configurações. Esta inteligência a torna mais adaptável às condições de cada ambiente.

As centrais convencionais

são mais simples e indicadas para instalações de menores portes. Estas centrais identificam zonas alarmadas, sendo cada zona composta por um ou mais detectores, limitado ao máximo indicado pela norma nacional ou pelo fabricante (o menor valor prevalece). São mais simples e de menor custo, porém menos precisas na indicação do local exato da ocorrência, tendo em vista que sinalizam a área total composta pelo conjunto de detectores conectados à mesma zona.

Os Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio são compostos de alguns elementos básicos:

• Central de Alarme e Detecção;
• Detectores;

• Sinalizadores;
• Módulos de entrada e saída.

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Iluminação de Emergência

A iluminação de Emergência se destina a substituir a iluminação artificial normal que pode falhar em caso de incêndio ou falta de energia, por isso deve ser alimentada por baterias ou por motor gerador de acionamento automático e imediato.

Esse sistema propicia a iluminação suficiente e adequada para permitir a saída fácil e segura do público para o exterior de um ambiente.

Mesmo não sendo um item comum no interior da sua casa, com certeza você já deve ter visto uma luz de emergência, seja na saída do cinema ou nas escadas de um prédio.

Os pontos de iluminação devem ser distribuídos de modo a iluminar as saídas e as saídas de emergência, os obstáculos, as rotas de fuga (corredores, escadas e nas proximidades das portas de saídas) e próximos aos equipamentos de combate a incêndios de forma a manter uma luminosidade nas áreas de circulação (ao nível do piso).

As luminárias devem ser adequadamente distribuídas, de maneira que de todos os ambientes haja condições de evacuação, devendo haver iluminação ao longo das rotas que constituem as saídas de emergência, para permitir circulação rápida e segura, não podendo ofuscar a visão das pessoas.

CERCA ELETRIFICADA

Com a finalidade fundamental em exercer proteção, uma cerca elétrica geralmente é utilizada como um agregador de segurança extra, sendo assim, sua função primordial é bloquear o acesso de invasores não desejados.

As cercas elétricas são desenvolvidas com a capacidade de contemplar um ciclo eletrificado, que, ao ser tocado (seja por um animal ou por uma pessoa), emite um choque elétrico variável de acordo com a voltagem da cerca. Tal choque elétrico, quando recebido pelo suposto invasor da residência, pode gerar uma sensação altamente angustiante, desta forma, impedindo que o mesmo possa adentrar na propriedade que se encontra protegida com o sistema de cerca elétrica.

Elétrificada

Cuidados a serem tomados na instalação da cerca elétrica:

• O raio periférico previamente estipulado como área a ser protegida nunca deverá ser avançado (lembrando que as hastes não devem ser entortadas);

• Abster-se de instalações em grupo (ex.: residências vizinhas);
• A instalação deve ser feita somente em muros ou portões em que a altura seja igual ou superior 2 metros.

PORTÃO ELETRÔNICO

Portão Eletrônico

O portão eletrônico ou portão automático se tornou item essencial para a segurança de prédios e casas. Os mesmos podem ser instalado em portões de pedestres e garagens para carro. São portões que oferecem mais segurança para moradores de uma casa ou visitantes de algum estabelecimento.

Nossos Fornecedores